E no Brasil?

.

Market Cap - BR Banks

PS: Gráfico remetido gentilmente pelo meu amigo Tomas Anker. 
Anúncios

4 comentários sobre “E no Brasil?

  1. Eu acredito que muito do alto spread no mercado de credito brasileiro eh devido, em grande parte, a falta de concorrencia, principalmente entre os bancos de varejo.

    Nesse sentido, muito oportunista o anuncio da fusao do Itau com o Unibanco, durante um momento de turbulencia grave internacional. Justamente nesses momentos em que a questao concorrencia vs. seguranca pende para o lado da seguranca. Ainda mais no Brasil, em que nao eh claro qual agente do governo eh responsavel por aprovar/questionar fusoes no sistema financeiro. A principio, os bancos defendem que eh o BACEN, sem interferencia do CADE. O BACEN, ate por formacao dos seus tecnicos e por caracteristicas proprias tende a preocupar-se demais com a solidez em detrimento da concorrencia. O que, de certa forma, eh um tiro no proprio pe, pois enfraquece a politica monetaria.

    Por fim, resta-nos o BNDES. Salve o BNDES! Ele emprestara para quem precisa! Logicamente, as melhores oportunidades de investimento tendem a buscar financiamento via o “Banco do Desenvolvimento”. Tirando o fator politico que envolve a alocacao dos recursos, esses melhores projetos tendem a ser mais bem sucedidos junto ao BNDES. O que sobra entao para o setor privado? Projetos que tendem a ser menos atraentes do ponto de vista do emprestador. Mais um explicacao para os altos spreads que vemos no pais. Novamente, o governo dando tiro no proprio pe!

  2. 1) O sistema bancário brasileiro é competitivo, haja vista a dificuldade que os bancos estrangeiros tem em competir no mercado interno.
    2) Os bancos públicos no país têm uma boa fatia do mercado, sendo que eles não ajudam muito a concorrência, pois tem benefícios intrínsecos em serem do governo.
    3) Compartilho com você os possíveis problemas da regulação do mercado bancário.
    4) BNDES é uma balcão de negócios, com alto nível de corrupção e grandes distorções em termos de eficiência alocativa.
    5) BNDES é uma solução sub-ótima. No estado brasileiro sempre foi mais fácil criar uma instituição paralela e insulada para implementar políticas públicas com mais celeridade. Dado que ela existe, pode cumprir um papel importante. Um exemplo clássico é o papel que o BNDES teve no Plano de Metas.
    6) Mas o ponto é que o BNDES não deveria existir, se fóssemos pensar em um ótimo sistêmico. Além dos problemas de alocação de recursos (vindos de trabalhadores!!!)e corrupção, a TJLP distorce os efeitos da política monetária, já que os vultosos empréstimos das grandes empresas são feitos dessa forma. A exceção tem um preço, e somos todos que pagamos. O custo desta solução sub-ótima é socializado com toda a sociedade. É justo?!

  3. Acrescento que a dificuldade dos bancos estrangeiros em entrar no pais – no mercado de varejo – eh mais um indicio de cartelizacao, e, portanto, de falta de concorrencia. Nao eh o unico motivo, mas acredito que foi um dos motivos.

    Concorrencia e competitividade sao conceitos diferentes. Um cartel eh bastante competitivo no sentido de criar barreiras a entrada no mercado – e deve ser!

    Nao, nao acho justo – do ponto vista moral – nem eficiente – do ponto de vista economico. O sistema BNDES que financia projetos de investimento de grandes empresas – algumas ate com acesso ao mercado de credito externo – deveria ser extinto em grande parte. Mas a eliminacao sozinha, hoje, poderia ter consequencias danosas.

    Atacaria esse problema primeiro no mercado privado, estimulando a concorrencia. O que eh muito dificil de fazer. Nao ha uma regra de bolo para estimular concorrencia – principalmente no mercado financeiro – e arrisco a dizer que eh o tipo de politica mais dificil de desenhar.

  4. A The Economist, há mais de 1 ano, trouxe uma reportagem com este mesmo ponto. Creio que haja bastantes evidências para tal, conforme argumentou.

    Concordamos em relação ao BNDES então! Não creio que deveria fechar as portas de uma hora para outra também não. Seria besteira. Mas, por enquanto, o caminho que o BNDES está tomando é o oposto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s