Expandindo as Listas

.

Lista 1: Que partido político no Brasil não recebe dinheiro da Camargo Corrêa, Odebrecht, OAS, Andrade Gutierrez? Desconfio que só os eleitoralmente insignificantes. Isso não se limita às empreiteiras, mas engloba todos os grandes conglomerados empresariais que têm muito a perder ou a ganhar em havendo mudanças de como as coisas são feitas no país. Novidade nenhuma. Engraçado como a primeira lista da PF sobre a operação "Castelo de Areia" não trazia o PT. Pois é, agora inclui. Novidade nenhuma também seria defendermos um sistema de financiamento de campanhas mais transparente.

Lista 2: Os diretores estão por toda parte. Disso não tínhamos dúvida. A própria Presidência da República conta com 67 diretores, além de centenas de chefe. Muito cacique para pouco índio. As distorções em estruturas administrativas beira o absurdo na Câmara carioca: 65% do funcionários que trabalham lá não são do quadro permanente da casa. Se procurarem em outros governos, acham muito mais.

Lista 3: A situação fiscal do país deteriora mês a mês, enquantos os gastos com pessoal – que incluem toda a militância e diretores-no-papel-e-não-de-fato - continuam subindo. Investimentos públicos, primordiais nesta hora, continuam com baixa execução, pois, embora haja muita gente, não há eficiência administrativa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s